Considerações Gerais e Informações Prévias. Trekking nos Lençóis Maranhenses – Brasil

Os Lençóis Maranhenses formam um belíssimo deserto no Brasil, único em todo o mundo por suas belezas e particularidades.

— Fotos, vídeos e textos de Marcelo Ozório. Guia, Carlos Celso.

Descrição detalhada do trekking de 5 dias atravessando as belas dunas e lagoas do Parque Nacional de Lençóis Maranhenses.
14 a 18 de junho 2017.

dia 4 5 queimada britos betania lencois manhenses 361 - Considerações Gerais e Informações Prévias. Trekking nos Lençóis Maranhenses - Brasil

 

Obs.: os preços abaixo refletem o período de junho de 2017

Período indicado:  de junho a agosto, quando as lagoas estão cheias.

De setembro a janeiro é muito quente e as lagoas secam. Em fevereiro, começam as chuvas, que são abundantes até maio.

Minha preferência: inicio de junho, 1a. quinzena. Evite feriados.

Eu fiz o trekking em 5 dias no Lençóis Maranhenses. A maioria faz em 4. Alguns em 3 e os mais tontos em 2. Sugiro você voar de drone ou de helicóptero se tiver com muita pressa.

Guias:

Os guias, na maioria, não sao muito profissionais, pelo que escutei, embora conheçam o caminho. Troque de guia se não sentir firmeza no seu, antes de começar o trekking. Alguns falam muito, outros bebem a noite e assim por diante. Eu cruzei vários guias no caminho mas só senti firmeza em 3 deles. Os outros não indicaria pelo comportamento. Mas tem bastante guias. Eu tive muita sorte de pegar o Carlos Celso, o qual deixarei o contato.  Guia muito profissional, atencioso e divertido.

Eu acertei um pacote de 5 dias por R$ 900,00. Negocie, se quiser.

Carlos Celso Silva

whatsapp : +55 98 986066547

email: pousadamendonca@hotmail.com

Muitas vezes, os guias estão nas trilhas. Contate-os com antecedência.

Outro guia que posso recomendar:

Joel Brito (Bodinho)

whatsapp: +55 98 98749-0847

O Joel seria meu guia, não fosse um imprevisto. Ele me passou ao Carlos e me atendeu nas prévias por whatsapp, mas não sei como ele é nas trilhas. Ele nasceu na Queimada dos Britos, conhece bem os Lençóis.

Diária do guia: R$ 200,00.

Algumas pessoas navegam sem guia, por GPS. Não venha aprender a usar o GPS aqui, não é uma boa idéia.

Dica interessante: olhe o calendário lunar e venha na lua cheia, se puder. Você vai andar muito de noite e facilita muito caminhar na luz do luar, nem precisará de lanterna e tudo fica lindo e especial.

Água: eu me liberei dessa preocupação! No centro dos lençóis? Água de chuva? Pura e cristalina? Vou me preocupar com os ovos das gaivotas? São cerca de 5000 lagoas no parque, que se renovam anualmente. Pra mim, eu mandei bala, mergulhava e já bebia água das lagoas. É claro que os guias “não aconselham”. Eu acho mito. Meu guia disse que eu fui o único que ele viu beber água livremente. Consulte seu médico, se ficar desconfiado. No momento, gozo de boa saúde. Publicarei aqui se ficar doente (estou revisando este texto em set de 2017, nao houve nenhum problema de saúde até agora…)

Frio: é um deserto e você dormirá em alguns trechos de oásis (matas e florestas alagadiças). Não se preocupe, é quente. As 5 da manhã, talvez passe um ventinho, mas tem lençol, junto as redes sempre colocam um lençol.

Redes: você sempre dormirá em redes na casa dos aldeões. Não precisa saco de dormir. Eu trouxe 2 travesseiros pequenos. Isso acho bom. Ninguém tem travesseiro lá.

Insetos: nos lençois não vi, nas pousadas sim, traga repelente de insetos.

Dinheiro: Quando entrar nos lençóis, evidentemente não tem cartão para pagamentos. Traga dinheiro trocado.

Darei outras dicas ao longo do texto. Principal e que repetirei sempre: venha leve, não carregue sua mochila com muito peso.

Comida: traga barras de cereais, ameixas, castanhas etc para as caminhadas. Mas, nos pontos de apoio, você almoça e até janta, se quiser.

A noite, tem a opção mais light de tapioca com ovo e café ou leite. Não tem suco, só refri com açúcar e cerveja.

Alguns preços (de junho 2017):

  • Dormida em redes: R$ 35,00 por noite.
  • Refeição: R$ 35,00.
  • Refrigerante, cerveja em lata, água pequena: R$ 5,00
  • Cerveja em garrafa: R$ 10,00
  • Café da manhã: incluso na dormida.
  • Tapioca com ovo e café: R$ 10,00

Pratica-se o mesmo preço quase em todo o trajeto.

Do Aeroporto à Barreirinhas. 12 de junho 2017.

Ao chegar em São Luis, tomei a van do Daniel, que faz o transfer São Luis a Barreirinhas, diariamente.

Dias Viagens e Locações

Vans a partir das 05:00 hs  da manhã

+55 98 8880-7859

A viagem dura 3,5 horas.

Valor em junho 2017 = R$ 60,00.

Eles deixam você no hotel ou na pousada que indicar em Barreirinhas.

Acostume que adoram ultrapassar em faixa amarela, é o tempo todo. Se achar que o motorista está abusando, reclame.

Eu fiquei na Pousada Em Boas Mãos, que peguei no Booking. Simples, mas a proprietária Cineide é muito prestativa e foi ela quem me arrumou o transporte acima, desde o aeroporto e também o barco (voadeira, lancha) à Atins, no dia seguinte.

Hospedagem: R$ 50,00. Traga repelente ou pegue uma cama com a tela contra mosquitos.

(98) 99616-5716

cineidehostel@gmail.com

Hospedagem, passeios, transfer e trekking

Obs: não venha pela Cisne Branco, que tem ônibus de São Luis a Barreirinhas, a empresa é ridiculamente incompetente, ainda que sustente um logo de iso 9000 no próprio site. E você teria que sair do aeroporto até a rodoviária, além de ser o mesmo preço. Eu havia comprado a passagem antes de saber da Van direto do aeroporto, pedi cancelamento 1 mês antes, mas nunca me devolveram o dinheiro! Fica dificil para quem é de outro reclamar, tentei as autoridades sem exito, ficaram com o dinheiro mesmo.

Ao chegar em Barreirinhas, fui comer camarão no beira-rio. O pier da cidade é ponto do agito.

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. marilu disse:

    gostaria de saber se leva ou nao barraca de camping?

  1. 23 de setembro de 2017

    […] Considerações Gerais.Informações Prévias ao seu Trekking. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *